segunda-feira, novembro 06, 2006

Um espelho por favor!








E assim se segue...2006, terá mais 2006? Sabe – se lá..., de fato eu não sei quantos anos se terá, nem mesmo quantos anos terei. A morte é certa, para todos!... Mas para todos?
É.
Pensa um pouquinho. Sobrevivência, quantas cabanas você tem?
Em quantas árvores você já dormiu? Eu não dormi em nenhuma. Forçada herança, abençoado e forçado legado de um homem.
Ora pois, arranha-céu, prédio, casa, barraco, asfalto, barro, mato, planalto, homem, sobrevivência.
Um pouco mais milhares de anos atrás lutavasse pela sobrevivência, restos de animais mortos por grandes predadores ( pensamento voa longe), comia-se o que dava, quebraram uma pedra, fizeram uma lâmina, podia-se comer melhor, podia-se cortar a carne, depois pôde-se caçar, pôde-se construir coisas com ferramentas, fêz-se a roupa de pele de animal, teve o fogo, construções por sobrevivência...
Alguém já viu um macaco se protegendo da chuva com uma grande folha de bananeira? E riu?
Ah...faríamos e fizemos igual.
Voltemos ao fogo, raios, sobrivência, a espécie que se adapta é a melhor, onde está o Elo?
Vai saber, a questão que surge e ressurge é: Existe espécie melhor?
Do que os macacos te chamam? E os gatinhos da sua casa o que eles pensam de você? Qual é o nome que o seu fiel cachorro te deu na língua dele? Será que ele não está tirando um barato da sua cara com os amigos dele, toda vez que você o leva para passear?
Dúvidas e dúvidas ou bobeiras?
Filosofia?
Os homens são movidos por sobrevivência e curiosidade.
Palavras que não cabem em muitos espaços criados por alguns homens, espécie contraditória e egoísta.
Sim, tenho muitas ressalvas a esta especie!
Das qualidades, espero que algumas se sobressaiam e se consiga graças a elas escapar deste caos de desrespeito e angústia que pode-se ver em cada esquina e mesmo em lugares sem esquina alguma.
Enquanto a idéia de superioridade assolar o pensamento homo-sapiens-sapiens, não se verá que são tão animais tirando fato de que em muitos fatos são "aquéns" e muito aquém dos animais de verdade.
















Ah, humanidade! Meu reino, digo meu texto por um espelho !

2 Comments:

Anonymous Alexandre Gomes said...

Monteiro Lobato dizia que o homem descendia de um macaco que tendo caído de cabeça de uma árvore tinha ficado meio desarranjado das idéias. A prova disto ele invocava que tudo na natureza funciona bem e em harmonia, só nós pobres seres humanos é que estamos sempre insatisfeitos, temos esta mania de querermos nos superar.
Se este nossos desejos de sermos mais do que animais a nossa essência divina ou a nossa fração diabólica, eu sinceramente não sei responder e a resposta varia de acordo com meu humor no dia.

10:02 AM  
Blogger Johnny Kagyn said...

Bichoi homem! Esquece de ser o que é por querer ser mais.. mais o que?

5:54 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home